Vamos continuar nosso passeio pelo incrível mundo da arrumação de Marie Kondo!

Se você chegou neste artigo antes de ler a introdução, talvez você queira ler o artigo Organizando o Lar com a Japonesa Marie Kondo. Lá falamos um pouco mais da importância de um ambiente organizado e de como esta jovem japonesa virou referência mundial em arrumação!

Depois de lido o artigo anterior, agora sim vamos aprender as 13 dicas para deixar o lar como todo mundo deveria ter, lindo e arrumado!

Mais uma vez eu fortaleço! Leia todas as dicas antes de começar o ritual na sua casa, afinal o método KonMari foi pensado de forma completa. Pular itens pode impossibilitar a arrumação perfeita.

No final você ainda encontrará um presente especial… Não deixe de conferir.

1) Não escolha peças que você não quer, e sim as que te fazem feliz.

quem casa quer casa - Marie 01.1-min

Se desfazer de objetos quebrados, roupas manchadas, sapatos gastos ou itens fora de moda é fácil, existe ali um motivo concreto e claro.

Quando nos deparamos com peças em perfeito estado, que não sabemos porque não usamos, fica mais difícil, não existe ali um motivo concreto para a separação.

Muitos métodos que lemos por aí nos dizem para descartar o que não usamos há um ano, nos dão a dica de guardar objetos em uma caixa por seis meses e ver se aquilo fez falta…

Marie tentou por algum tempo em sua vida esta técnica de doar itens que não tinham importância e descartar coisas inúteis. O problema é que mesmo assim ela não conseguia deixar seu quarto arrumado.

Ela buscava entender o que estava acontecendo e a resposta nunca chegava.

Um dia ela foi dormir com isso no pensamento e quando acordou teve a resposta:

 

“Eu não preciso achar as coisas que não uso, eu preciso entender quais peças me trazem felicidade”

Sim! Você precisa entender o que te faz bem.

Não adianta abrir a porta do guarda-roupas e falar que tudo te faz feliz. Você precisa pegar item por item, como um ritual, e fazer a pergunta:

 

“Você me faz feliz?”

Marie nos encoraja a fazer isso e afirma que o contato físico te dirá.

Feita a pergunta e recebida a resposta você terá duas opções:

  • Sim, esta peça me faz feliz. Ok, você deve permanecer com ela.
  • Não, nenhum sentimento de alegria é despertado. Ok, você não ficará com ela.

O motivo principal de arrumar um lar não é ficar rodeada de coisa boa? É por esse motivo que a japonesa diz sem medo que esse é o método mais eficaz!

Abrace suas calças, camisetas, meias e livros que já não te trazem alegria, agradeça por tudo de bom que ela já fez por você e descarte! Passe para alguém que possa sentir alegria com ela.


 

2) Sua família não precisa saber o que você está se desfazendo.

quem casa quer casa - Marie 01.2-min

Vou começar por uma história que Marie contou em seu livro e que muito provavelmente você vai lembrar de alguma história pessoal!

Marie foi atender uma cliente, que ela decide chamar de M, que morava com os pais na mesma casa há 15 anos. M guardava centenas de lembranças de sua vida:

  • camisetas de eventos;
  • uniformes antigos;
  • panfletos e livros de eventos;
  • entre tantos outros artigos.

Depois de algumas horas Marie e M conseguiram juntar 15 sacos! Entre eles várias roupas, 200 livros, diversas pelúcias  e peças de artesanato da época da escola.

Sucesso! A cliente acumuladora agora conseguia até ver o chão do seu quarto.

Porém… no momento em que Kondo ia contar uma coisa importante para a cliente…

Sua mãe entra no quarto e vendo todas aquelas sacolas no canto, pergunta:

-Filha, você vai jogar tudo isso fora?

M afirmou que sim e então sua mãe começou a revirar tudo. Pegou um tapete de ioga, camisetas, casacos, saias e materiais de escritório.

Ao sair do quarto Marie perguntou para a cliente se sua mãe fazia ioga e a resposta foi não.

É exatamente isso! Nossas mães na maioria das vezes tem a habilidade especial de “reciclar” os itens do lar. Por isso vem essa dica valiosa:

Fuja desta armadilha!

Não deixe sua família ver o que está sendo descartado.

E isso não é porque você tem vergonha do que está se desfazendo, muito menos que sua família não possa aproveitar algo que um dia foi seu. O problema é que, principalmente, nossos pais não reagem bem ao nos ver jogando tanta coisa fora de uma vez.

Eles se preocupam da possibilidade de algum item possa fazer falta e acima de tudo, pode ser doloroso ver brinquedos, roupas marcantes ou presentes dados por eles indo embora.

“Reciclar” os itens só deixa o lar mais lotado de modo geral. Então, noiva, quando você for separar as sacolas, faça sozinha e as retire de casa quase em segredo.

Agora, caso algum familiar esteja realmente precisando de algo específico e você encontrar no meio das suas coisas, dê de presente!


 

3) Faça tudo de uma vez!

quem casa quer casa - Marie 01.3-min

Marie desde muito cedo se viu atraída pela arrumação. Ela ficava muito tempo sozinha em casa e aproveitava para ler as revistas de arrumação que sua mãe assinava. Assim que ela aprendia algo novo ela colocava em prática.

Fazia divisórias de gaveta com caixas de leite; guardava cartas em caixas antigas de videocassete; entre outras lições.

E um dia mesmo sem entender nada sobre consumo de energia, ela soube que aparelhos gastavam energia se estivessem conectados a tomada, mesmo que desligados.

Kondo criou então uma brincadeira solitária de sair por toda a casa procurando aparelhos não utilizados e tirá-los das tomadas.

Entretanto, mesmo com todo seu esforço um dia ela voltaria para casa e as cartas já estariam caindo pelo chão por não caber nas caixas. As tomadas estariam todas conectadas e as caixas de leite estariam cobertas de roupas.

Naquela época a pequena Marie pensava:

 

“Não tem o que eu faça, um dia tudo vai voltar”

Mais tarde Marie percebeu que a bagunça só volta porque as pessoas usam as estratégias erradas, e sempre caem no erro de querer arrumar um pouquinho de cada vez.

O ideal é que você arrume tudo de uma só vez. Arrume cartas, papéis, roupas, móveis. E não caia na besteira de achar que guardar as coisas é arrumar a casa. Organizar é muito mais que isso.

Não comece organizando uma gaveta de meias e deixe o resto do seu quarto para outro dia. O processo de desintoxicação do lar deve ser feito de uma só vez! Deixar o processo pela metade pode causar frustrações.

Além das frustrações pode ocorrer o chamado “efeito rebote”. Marie usa o mesmo termo que usamos para quando um remédio causa algum efeito oposto ao esperado.

Com a casa é bem parecido! Você arruma um pouquinho e em pouco tempo a bagunça volta com mais força.

Silêncio!

O processo de organização é quase uma meditação, um processo que deve ser calmo e introspectivo.

Música alta, televisão ligada ou fofoca ao seu redor vão tirar sua concentração. Coloque no máximo uma música instrumental amena.


 

4) Arrume sua casa por itens e não por localização

quem casa quer casa - Marie 01.4-min

Parece bem inteligente arrumar um cômodo todo de uma vez. Você escolhe o dia do cômodo. Marie por exemplo fazia uma agenda na sua casa: todo dia 5 é dia da sala de estar, hoje é dia da despensa…

Até que ela percebeu que vários tipos de objetos se repetiam por toda a casa. E é por isso que muitas vezes não temos noção de tudo que possuímos.

Foi aí que ela percebeu que o ideal é escolher a categoria a ser arrumada! Pegue um dia para arrumar todos os livros da casa.

Vá atrás dos que estão nos quartos, na cozinha e em todos os ambientes. Coloque todos juntos e escolha um lugar para que eles “morem” juntos.

Faça isso com todas as categorias de itens, sempre buscando por todos os ambientes da casa, assim você terá uma real noção de tudo que você possui.

Com isso em mente, as chances de adquirir algo que você já tem em excesso diminuem.

Nada de deixar itens da mesma categoria – livros, roupas ou papéis – espalhados por diversos cantos da casa. Coloque os itens similares todos juntos, assim você nunca perderá o controle do que está ali.


5) Comece pelas peças de menor valor sentimental

quem casa quer casa - Marie 01.5-min

Você já deve ter passado por um dia que veio uma grande vontade de arrumar a casa, começou bem cedinho e quando chegou no final da tarde não tinha arrumado meia dúzia de coisas.

O que você provavelmente segurava nas mão naquele momento?

Provavelmente algo que você adorava, uma carta de uma amiga, um álbum de fotos ou algo bem sentimental.

Quando Marie fala sobre arrumar por itens, existem uma ordem! E nessa ordem o que vem por último são os itens de valor sentimental.

A japonesa separa em quatro tipos de valor que uma peça pode ter:

  • Valor funcional, peças que ainda podem ser utilizadas;
  • Valor Informativo, geralmente livros, por possuírem informações úteis;
  • Valor sentimental, peças que carregam laços afetivos, sentimentos mais fortes;
  • Valor de raridade, objetos difíceis de serem substituídos ou encontrados.

Quanto mais valor sentimental e de raridade, mais difícil será o descarte. É por isso que você precisa começar com aquilo que não possui muito destes valores.

Roupas são as mais fáceis, elas dificilmente terão muita raridade. Cartas e fotos, por sua vez, além de muito valor sentimental são únicas, portanto devem ser as últimas.

Marie faz então a ordem perfeita a ser seguida:

  • roupas;
  • livros;
  • papelada;
  • itens variados;

E por último de tudo:

  • itens de apego emocional! (incluindo presentes e lembranças)

A japonesa chegou a esta ordem depois de muito testar com seus clientes. Ela se mostra bastante eficaz já que a cada etapa você entendendo melhor o que te faz feliz e o que não.

Portanto, quando você chegar naquele brinco horrível que seu tio preferido te deu, você saberá passá-lo para outra pessoa sem peso na consciência.


6) Não tenha medo da separação

quem casa quer casa - Marie 01.6-min

Um medo constante de pessoas que realmente gostam de guardar coisas é que um dia aquele item seja muito preciso. Aquele item pode estar há mais de 2 anos parado no armário… mas vai que um dia precise….

Não, se você também pensa assim, pode mudar agora! Aquele objeto não é necessário.

 

“Ah, roupas que não uso tudo bem mas a minha coroa dos meus 15 anos…”

Pense realmente, aquela coroa já te deu muita alegria, tudo que você poderia ter feito com ela foi feito porém… ela já está há um bom tempo dentro de uma gaveta perdendo o brilho.

Pense em quantas meninas que poderiam também passar por um momento de alegria com ela.

Pense comigo, você vai se esquecer do dia de sua festa? Vai esquecer daquele seu amigo que você paquerava chegando? Vai esquecer das músicas que tocaram?

Você não esquecerá destas lembranças maravilhosas! Isso é o mais importante.

A coroa de 15 anos é apenas um exemplo de vários objetos que você pode guardar até hoje e que já não faz uso, e que poderia passar para outra pessoa.

Sabe aquele sapato que seu avô te deu que não tem nada a ver com você, não cabe no seu pé mas você guarda até hoje?

Liberte-se! Você não precisa se sentir culpada por se desfazer de um presente. Agradeça a energia boa que aquele objeto levou até você e deixe ele seguir seu caminho.


 7) Deixe tudo visível

quem casa quer casa - Marie 01.7-min

Para muitas pessoas a primeira coisa que vem a mente quando se fala em organização é:

 

“Mas onde vou guardar todas as minhas coisas?”

E provavelmente a resposta que vem mais rápido:

 

“Caixas organizadoras, prateleiras, racks, divisórias de gavetas e tudo mais que eu possa esconder a bagunça!”

Errado, errado e errado!

Você apenas gastará dinheiro e tempo em uma tarefa que pouco ajudará.

O tempo em que você gasta escondendo sua bagunça poderia ser investido em escolher as peças que devem ficar ou não. Em algum momento aquelas caixas vão encher novamente e a bagunça tomará conta mais uma vez…

Sabe aquelas pilhas de livros, meias todas emboladas, gavetas profundas que você custa para achar uma camisa.

Condenado!

Deixe suas coisas organizadas de forma que você veja tudo de uma só vez, assim você evita bagunça na hora de usar.


Não comece a aplicar estas dicas antes de ler todas as 13!

CLIQUE AQUI para ver a Parte 2 e deixar sua casa como toda noiva sonha!


 

Você quer receber mais dicas de organização e decoração para o lar?

Então CLIQUE AQUI e cadastre-se na nossa lista de e-mail, 100% seguro e privado! Estando em nossa lista você sempre receberá dicas e soluções para planejar seu novo LAR, sem perder nenhuma atualização.

Afinal Quem Casa Quer Casa!

Casa linda e organizada!